Datas que lembram livros...

O Dia Internacional dos Monumentos e Sítios foi criado a 18 de Abril de 1982 de forma a valorizar aquilo que de mais belo o Homem viu e concebeu. São muitos os locais classificados como Património da Humanidade pela UNESCO (organização que aprovou a existência deste dia comemorativo). Na verdade, são quase mil os lugares e monumentos que tiveram a honra de alcançar tal mérito - alguns deles locais naturais.
 
E existe um país que se destaca dos demais, um recordista de 'patrimónios', a Itália...
 
Itália é o local onde decorre a acção do último livro que Mario Puzo escreveu e que não chegou a concluir.
"A Família" retrata uma época em que o melhor e o pior do ser humano coexistiu. Enquanto se produziam obras de arte únicas, a parte mais negra da mente de um homem emergia. Este livro retrata na perfeição a família Bórgia, caracterizando cada um dos seus elementos macabros, todos eles responsáveis por marcar uma época.
É um livro inesquecível, desenvolvido por um grande autor e ao qual terá dedicado os últimos anos da sua vida.
Diz-se que dos fracos não reza a história. De facto estas personagens não foram fracas, e não olharam a meios para atingir os seus propósitos.
Torna-se viciante seguir as acções, os vícios, os pensamentos do papa Alexandre VI e dos seus filhos.

7 comentários:

    On 18 abril, 2013 Iceman disse...

    Também já li.
    :)

    Mas um livro para comemorar esta data, destacaria "Os Maias" porque se passa em Lisboa e Sintra, zonas cheias de monumentos classificados.

     
    On 18 abril, 2013 Vasco disse...

    Também é um óptimo destaque.

     
    On 18 abril, 2013 Paula disse...

    Estou a ver que vou ter de começar a acrescentar estes livros à minha Wish list :P

     

    apesar de nunca ter lido o livro, acredito que seja uma boa leitura até porque o tema é bastante rico. Infelizmente está esgotada a edição da D. Quixote, uma pena até porque com a série The Borgias, muita gente terá despertado para a história desta família.
    Já agora hoje comemora-se o aniversário da Lucrécia.

     

    Um livro que não se lê, devora-se!
    um período demasiado negro da história a atual Itália e da Igreja.

     

    Li e gostei muitíssimo,aliás bastaria referir Mário Puzo para se ter a certeza de que é fenomenal.Um grande nome da Literatura para emblematicamente lembrar este dia.

     

    Li e gostei muitíssimo,aliás basta referir Mário Puzo para ter a certeza de que é fenomenal.Um grande mestre da Literatura para lembrar emblematicamente este dia.

     

Blogger Templates by Blog Forum